Grêmio, Imortal e Palmeiras, na tábua da beirada

O meio de semana foi de embate Brasil x Argentina na Copa Libertadores. Os primeiros jogos foram em Buenos Aires. River Plate x Grêmio e Boca Juniors x Palmeiras. Em meio a expectativa, na Argentina, de um Boca x River na final, sendo o maior Superclássico da história. E foram dois jogos distintos. Mostrou um Grêmio valente, muito copeiro e bem favorito ao tetra da Libertadores, enquanto o Palmeiras buscou o empate para decidir em São Paulo, mas acabou trazendo um 2×0 contra muito dolorido, porém merecido. Em ambos os casos, mesmo com a vitória do Grêmio na Argentina, o confronto está aberto (apesar de dizer que o Boca está com um pé e meio na final). Os jogos no Brasil serão dramáticos.

River Plate 0 x 1 Grêmio

Nunca, nunca duvide do Grêmio e da sua capacidade de ser copeiro. Foi uma atuação soberba e espetacular. Soube controlar o River, dentro do Monumental, de uma maneira monstruosa e mostra como Renato Gaúcho tem esse time na mão.

Os brasileiros deixaram os argentinos, em campo e na arquibancada, nervosos. O time de Marcelo Gallardo não pareceu em momento nenhum que faria o gol e que estava controlando a partida. O Grêmio se mostrou como um assassino frio, esperando o momento certo para decidir a partida. E assim aconteceu.

Os brasileiros retornam a Porto Alegre com uma vitória imensa, mas longe da classificação estar decidida. Lembre-se: o River é especialista em vir ao Brasil em desvantagem e atropelar, com estádio contra, o time brasileiro que enfrenta. Na última vez, aconteceu isso. Pelas quartas da Libertadores 2015 (conquistada pelo River), os argentinos haviam perdido, jogando em casa, para o Cruzeiro por 1×0, mas atropelaram os mineiros, dentro do Mineirão, por 3×0. Então, não tem nada decidido e o confronto está em aberto. Mas o Grêmio dá indícios muito fortes que estará em sua segunda final consecutiva de Libertadores e tentará ser o primeiro brasileiro tetra da Libertadores.

Boca Juniors 2 x 0 Palmeiras

Era claro e evidente que o time do Boca é inferior ao River e ao Palmeiras. La Bombonera pulsou os 90 minutos, mas os argentinos não correspondiam até os 30 do segundo tempo. Não houve uma pressão inacreditável. O Weverton, goleiro do Palmeiras, não precisou realizar defesas espetaculares durante todo o jogo. Precisou fazer uma intervenção excelente em uma falta do Boca na reta final da partida, pouco antes do primeiro gol argentino.

Foi um jogo sem grandes emoções. O Palmeiras jogou para o 0x0 e decidir em São Paulo. O Boca esbarra em suas limitações e joga muito pelo que vem da arquibancada. Foi assim que encontrou o seu gol

Mas o Palmeiras foi penalizado porque queria se defender. Não mostrou jogadas tanto no meio-campo quanto no ataque. No primeiro gol de Benedetto, a defesa do Palmeiras parou. A postura palmeirense em La Bombonera foi longe de um líder do Campeonato Brasileiro e daquela equipe que havia vencido, até então, todos os jogos fora de casa pela Libertadores, incluindo o próprio Boca.

Com 2×0 contra, a situação palmeirense está muito, muito complicada. Não podemos dizer que esse placar foi injusto. O Palmeiras fez uma partida ruim e agora vai ter que escalar uma montanha se quiser ir à final. A situação está difícil, muito difícil.

Enquanto o Grêmio foi Imortal e copeiro, o Palmeiras foi apagado e jogou pelo empate, acabou trazendo da Argentina, uma derrota muito dolorosa, com uma virada muito complicada e a promessa de muito drama na partida da volta. Agora, enquanto Renato Gaúcho se preocupa, somente, com a partida de volta, na terça, dia 30, o Felipão tem jogo importante no Brasileirão, no sábado, contra o Flamengo, no Maracanã, e pode ver a distância diminuir de quatro para um ponto para o time carioca. O Palmeiras pode entrar em novembro fora da final da Libertadores e com a liderança ameaçada. Caso vá a final e mantenha a liderança confortável no Brasileiro, Felipão mostra que renasceu das cinzas. Será uma semana de muita expectativa tanto em Porto Alegre quanto em São Paulo.

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Leonardo disse:

    O Grêmio jogou demais e para mim será o campeão!

  1. 27 de outubro de 2018

    […] Semifinal da Libertadores: clique aqui para saber sobre o primeiro jogo […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *