Park Sul em dificuldades? Está em crise?

Park Sul em crise. Inaugurado em outubro do ano passado, em Volta Redonda, o shopping parece estar passando por apuros. Em matéria publicada pelo jornal Tribuna Sul Fluminense, os lojistas do Park Sul contaram a reportagem do meio de comunicação que as vendas não emplacam no centro comercial.

Pior: eles ameaçam deixar o Park Sul. Isso acontece, porque os lojistas não conseguem faturar, o shopping cobra, segundo a reportagem, taxas elevadas. De acordo com as informações do jornal, os custos envolvendo a manutenção da loja (isso envolveria custos de condomínio, fundo de promoção e operação) estaria em torno de R$ 14 mil.

Soma-se a isso, a principal reclamação dos lojistas em relação ao Park Sul: o shopping ainda “não aconteceu”. Isso faz com que eles tenham prejuízos e ameacem sair do centro comercial.

Para ler a reportagem da Tribuna Sul Fluminense, clique aqui

Outro problema é com as lojas âncoras. A rede de lojas Marisa, anunciada como uma, desistiu do investimento. Outra grande loja, a Caçula teria demitido cerca de 15 funcionários na última semana (isso foi desmentido pela loja). Ainda há lojas que não foram abertas desde a inauguração do shopping.

Park Sul: e a sua circulação?

O Park Sul enfrenta um problema em uma das suas entradas, a do Bramil. Em dias de grande movimento é visível a diferença da circulação de visitantes naquele setor. Visivelmente, eles vão até a Lojas Americanas ou até a Caçula. Há uma diferença enorme de circulação de pessoas. Porém, isso parece não ser o suficiente, porque, de acordo com a reportagem, isso não tem incrementado as vendas. E mesmo com o Dia dos Namorados (terceira data comercial mais rentável no Brasil), as vendas não subiram.

Um outro problema que pode afetar diretamente o Park Sul é o de mobilidade urbana. Afastado dos centros da cidade (Vila, Aterrado, Amaral Peixoto, Retiro), ele é de difícil acesso para quem mora do outro lado do rio Paraíba do Sul (Santo Agostinho, Retiro, Açude…) Uma parte significativa da população da cidade precisa pegar dois ônibus para chegar ao shopping, enquanto para ir ao seu concorrente (o Sider), somente um.

Com um investimento de R$ 300 milhões, o Park Sul precisa melhorar a circulação em um dos seus acessos e tentar junto a prefeitura linhas de ônibus diretas dos centros da cidade até o shopping, porque oito meses depois da inauguração, os lojistas do Park Sul passam por imensos apuros.

As notas do Shopping Park Sul e da Caçula, enviadas ao jornal, que mostrou a crise,  estão disponíveis na matéria. Clique aqui e saiba mais.

Crise na Viação Sul Fluminense. Clique aqui e saiba mais.

Crédito da foto: Divulgação oficial

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *